quarta-feira, 27 de abril de 2016

Participámos no Boccia Tour

Organizado por Andreia Cruz e André Chaveiro, como prova de aptidão final do 12º, na Arena de Évora


quinta-feira, 21 de abril de 2016

Decorreu o 1ºWorld Café do 3º ciclo

Somos todos iguais ou somos todos diferentes?




quarta-feira, 6 de abril de 2016

20 de Abril, 1º World Café do 3º ciclo de 2016

A Casa João Cidade, continuando o trabalho de sensibilização à inclusão das pessoas com deficiência em parceria com a Rede Social de Montemor-O-Novo juntando este ano o Agrupamento de Escolas de Montemor-o-Novo, está a organizar o primeiro workshop, na forma de World Café (metodologia de conversa direccionada) do Ciclo de 2016.  Tendo como publico alvo as próprias pessoas com deficiência, suas famílias, os profissionais e a comunidade (especificamente escolar), o objetivo é de proporcionar um dialogo para a construção de uma nova cultura comum orientada para a inclusão.

Informamos que o próximo tema será " Somos todos iguais ou somos todos diferentes?" convidando os interessados em estar presente na Biblioteca da Escola Secundária, Rua Dr João Luís Ricardo, em Montemor-o-Novo, no dia 20 de Abril das 15 até às 17h30. 
Sendo uma metodologia ativa insistimos pela importância da disponibilidade para participar em toda a sessão.
A inscrição é imperativa pelo email: joaocidade.caaapd@gmail.com até ao dia 19 de Abril. Os lugares são limitados.

terça-feira, 29 de março de 2016

uma experiência que iremos contar...

Durante o mês de Março estivemos na Bélgica para "estudar" uma iniciativa "DUODAY" que serve para sensibilizar os empregadores, os trabalhadores e o comunidade em geral sobre a validade das pessoas com deficiência como trabalhadores.
Com ponto alto no dia 24 de Março, o Duoday deste ano ficou marcado pelos acontecimentos trágicos que ocorreram no dia 22. Mesmo assim valeu a pena e iremos divulgar informações sobre esta iniciativa.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

O Consigo está de volta

O magazine Consigo regressa à RTP2 este sábado, 20 de fevereiro, às 13h30

 

 Com novas histórias e projetos que irão certamente cativar este primeiro episódio de 2016 apresenta: Bernardo Pinto Coelho, um homem inspirador que tem despertado a atenção do mundo inteiro pela forma como está a combater a Esclerose Lateral Amiotrófica; “A Mãe da Maria”, um blogue de uma família feliz que tem a diferença como parente; o acompanhamento de um ensaio do AGITARTE: um grupo inclusivo de Teatro e Dança; a aprendizagem de mais uma palavra em Língua Gestual Portuguesa com o repórter da RTP Tiago Góes Ferreira.


quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Temos Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência!

Ana Sofia Antunes é a Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência.

Segundo o Portal do Governo: "Nasceu em Lisboa em 1981.
É licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.
Provedora do Cliente na Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento (EMEL) de Lisboa desde 2013.
Coordenou a Comissão de Acompanhamento e o Comité Consultivo do Plano de Acessibilidade Pedonal de Lisboa
Entre 2007 e 2013 foi assessora jurídica da Vereação da Câmara Municipal de Lisboa, exercendo funções nas áreas jurídica e da mobilidade, nos gabinetes de apoio pessoal aos vereadores do Pelouro da Habitação e da Mobilidade.
Trabalhou ainda como consultora informática na Faculdade de Química da Universidade Nova de Lisboa e como advogada, nas áreas do Direito administrativo, urbanístico e imobiliário.
Foi Presidente da Direção Nacional da Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO), entre 2013 e 2015." ver portal.gov.pt

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

qualificação de pessoas com deficiência


Governo anuncia 7,3 milhões para qualificação de pessoas com deficiência
A ministra da Presidência do Conselho de Ministros, Maria Manuel Leitão Marques, anunciou em janeiro que vai ser criado um apoio financeiro temporário para qualificação de pessoas com deficiência.
Serão 7,3 milhões de euros que podem beneficiar 125 entidades e 8.000 pessoas.
A decisão foi tomada em conselho de ministros e a medida, que tem caráter temporário, destina-se a “colmatar o vazio de resposta provocado pela descontinuidade no financiamento entre programas comunitários”.
Maria Manuel Leitão Marques explicou ao jornalistas que está em causa acautelar uma falha na programação de candidaturas relativas à qualificação de pessoas com deficiência e incapacidade.
Segundo a governante encontram-se “em risco” o funcionamento de 125 entidades, a qualificação e a promoção da empregabilidade de cerca de 8.000 beneficiários, bem como “o emprego de milhares de trabalhadores” das instituições.