quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

Desporto adaptado na Feira da Luz, 8 de Setembro de 2014, em Montemor-o-Novo


Pré-PROGRAMA

BOCCIA
Pavilhão Municipal
10:00h – Abertura
10:15h – Início dos jogos da manhã
12:15 – Início do intervalo para almoço
14:00h – Início dos jogos da tarde
15:30h – Finais
16:00h – Entrega de prémios

FUTEBOL de 7
Estádio GUS
10:00h – Abertura
10:30h – Início dos jogos da manhã
12:00 – Início do intervalo para almoço
14:15h – Início dos jogos da tarde
16:00h – Entrega de prémios

                           
Mais informações brevemente.
              

sexta-feira, 8 de Agosto de 2014

Rumo à costa - Almograve

Estamos a organizar a nossa segunda colónia de férias com o apoio do INR.
Escolhemos como destino a costa alentejana para nos albergar a Pousada de Juventude de Almograve.
Estamos a trabalhar o programa da colónia que irá decorrer de 15 até 19 de Setembro.
Aviso aos amadores: as inscrições estão abertas.
Para mais informações contactar a nossa técnica.

segunda-feira, 4 de Agosto de 2014

Atendimento em Agosto

Estamos a trabalhar!
Relembramos que o atendimento na União das Freguesias de Nossa Senhora da Vila, Nossa Senhora do Bispo e Silveiras faz-se da seguinte forma:
2ª e 6ª das 14 às 17h30
3ª e 5ª das 9 às 12h30
as quartas 6 e 20 de Agosto das 18 às 20h.

Qualquer assunto é só aparecer.












DAS                14 - 17,30H DIA - 29 6ª FEIRA DAS                14 - 17,30H

quinta-feira, 10 de Julho de 2014

4ª edição "A Arte pertence a TODOS" da ANACED

A ANACED - Associação Nacional de Arte e Criatividade de e para Pessoas com Deficiência acaba de lançar a 4ª Edição, revista e aumentada, do Manual de Boas Práticas Artísticas e Culturais. O manual inclui a apresentação de projectos que desenvolvidos com o intuito de facilitarem a inclusão social das pessoas com deficiência. A publicação pode ser consultada aqui: http://bit.ly/1jrbKZq




Estamos nas paginas 29, 34 e 58!







terça-feira, 8 de Julho de 2014

Praia Acessível - Praia para Todos

"O Projeto Praia Acessível - Praia para Todos teve início em 2004, desenvolvendo-se no âmbito de uma parceria institucional que reúne o Instituto Nacional para a Reabilitação, I.P., (que sucedeu ao então Secretariado Nacional para a Reabilitação e Integração das Pessoas com Deficiência), o Instituto da Água, I.P., actualmente incluído na Agência Portuguesa do Ambiente, I.P., e o Turismo de Portugal, I.P. (na altura designado Instituto do Turismo de Portugal), e que, até 2007, contou, ainda, com o Instituto do Emprego e Formação Profissional.
Ao nível da administração regional e da administração local, estão envolvidas na implementação do Projeto, respetivamente, as entidades responsáveis pela área do Ambiente - no continente, as administrações das regiões hidrográficas da Agência Portuguesa do Ambiente, I.P., e, nas Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores, as secretarias regionais do ambiente - e as câmaras municipais onde existam praias oficialmente designadas, no âmbito do Artigo 4.º, do Decreto-Lei n.º 135/2009, de 3 de junho.
Com este Projeto - que visa promover o cumprimento da legislação sobre acessibilidade, designadamente o disposto sobre a matéria no Decreto-Lei n.º 163/2006, de 8 de agosto, e no Plano Nacional de Promoção da Acessibilidade (PNPA), aprovado pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 9/2007, de 17 de janeiro, bem como atender ao previsto nos planos de ordenamento para a orla costeira (POOC) - pretende-se que as praias portuguesas passem a assegurar condições de acessibilidade que viabilizem a sua utilização e desfrute, com equidade, dignidade, segurança, conforto e a maior autonomia possível, por todas as pessoas, independentemente da sua idade, de possíveis dificuldades de locomoção, ou de outras incapacidades que condicionem a sua mobilidade.
O Projeto foi lançado definitivamente no terreno em 2005, tendo gerado crescente adesão por parte das autarquias, embora se encontre ainda longe de alcançar o objectivo final pretendido: tornar todas as praias, costeiras e interiores, acessíveis e passíveis de serem fruídas por todos.
As condições de cumprimento obrigatório que determinam a atribuição da classificação de "acessível" a uma zona balnear, permitindo o hastear do respetivo galardão, são as seguintes:
• Acesso pedonal fácil e livre de obstáculos, a partir da via pública envolvente; 
• Estacionamento ordenado e com lugares reservados para viaturas ao serviço das pessoas com deficiência;
• Acesso pedonal, através de percurso acessível, até à zona de banhos de sol e o mais próximo possível da zona de banhos (caso existam desníveis, os degraus terão de ser complementados por rampas suaves e/ou meios mecânicos acessíveis a pessoas com mobilidade condicionada);
• Passadeiras sobre o areal, sempre que este exista, e, nos restantes casos, um percurso pavimentado, firme e contínuo;
• Instalações Sanitárias adaptadas, servidas por um percurso acessível;
• Posto de Primeiros Socorros acessível, servido por um percurso acessível;
• Existência de Nadador Salvador."
http://www.inr.pt/content/1/17/praia-acessivel-praia-para-todos

terça-feira, 1 de Julho de 2014

2º World café 2014 sobre "o que é o turismo inclusivo?" decorreu no dia 24 de Junho

Mais uma vez, foi demonstrado que esta metodologia produz uma reflexão conjunta muito enriquecedora para todos os participantes.

quarta-feira, 25 de Junho de 2014

Estivemos no Palco do Teatro Garcia de Resende!


No dia 21 de Junho à convite da APPACDM de Évora fomos representar a peça de teatro "A cigarra e a formiga" no Teatro Garcia de Resende, no âmbito do projeto "Encontros com Arte'14".